Buscar
  • Bruna Rocha

Padres falam dos desafios digitais da Evangelização, na Quarentena

A esperança nos uniu! Sacerdotes da Diocese de Osasco relatam como foi celebrar a Semana Santa utilizando canais digitais de comunicação


Igrejas fechadas. Pessoas em isolamento. Comunidades vazias e sacerdotes sem fiéis. Essa é a imagem que fica da Semana Santa de 2020 vivida pelo mundo. Apesar de inexplicável, nenhuma pandemia tirou, do verdadeiro convertido, o sentido único e verdadeiro de seu viver. Por isso, as casas tornaram-se templo e as orações são intensificadas em tempo de distanciamento social. No coração, há a certeza de quem sabe que é preciso perseverar em Cristo Jesus e esperançar com Ele, por Ele, e Nele. “Esse ano foi possível sentir a solidão de Jesus ao longo de seu calvário”, relatou o Pe. Eduardo Aparecido dos Santos, da Paróquia São Francisco de Paula e Virgem Santa Luiza - Alumínio, em menção à celebração da Semana Santa. Segundo o pároco, um sentimento de grande tristeza invadiu seu coração ao adentrar na Igreja matriz e vê-la totalmente vazia. “Porém, também pude visualizar em minha mente a presença de cada paroquiano e percebi que, apesar de separados fisicamente, estávamos juntos na fé”, completou Pe. Eduardo.


Pe. Raimundo durante celebração da Quinta-feira Santa. Foto: Pascom São Francisco de Assis



Para o Pe. Raimundo Nonato Alves, de 68 anos, da Paróquia São Francisco de Assis - Carapicuiba, essa nova experiência de Semana Santa trouxe a renovação da fé e da esperança, principalmente pelo fato de ter sido possível utilizar meios digitais de comunicação para o estreitamento dos laços entre sacerdote e fiéis. “Graças aos novos meios de comunicação, que eu acredito que Deus tenha preparado para nós, pudemos nos manter em comunhão com as pessoas, o que possibilitou que as missas e celebrações fossem realizadas como se estivéssemos em meio ao povo”, ressaltou o pároco.


Confiantes na misericórdia de Deus e, também, na missão que lhes foi confiada por Ele, os sacerdotes pertencentes à Diocese de Osasco se dispuseram, mesmo frente aos desafios, a encarar uma forma nova de evangelizar e levar Jesus a toda Igreja. Por meio de redes sociais digitais como o Instagram, Facebook ou Youtube, e ainda utilizando aplicativos de compartilhamento de mensagens, como o WhatsApp, as paróquias têm se esforçado para, nesse momento de isolamento, permitir que cada um de seus comunitários continuem firmes na fé por meio da participação nas santas missas, momentos de oração, entre outras atividades propostas. E foi possível acompanhar todo esse esforço e dedicação durante as reflexões, missas, celebrações e vigília que aconteceram desde o Domingo de Ramos até a Páscoa do Senhor.


Em Alumínio, a Paróquia São Francisco de Paula cuidou para transmitir, de forma remota, todas as celebrações da Semana Santa. Alguns membros das comunidades, segundo o Pe. Eduardo, organizaram-se para oferecer transmissão de qualidade aos paroquianos, como forma de proporcionar a profunda vivência da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor. “Tivemos inúmeros desafios relacionados à familiaridade com a tecnologia, bem como a conectividade da internet. Porém, o resultado final foi surpreendente, a tal ponto que foi sugerida a criação futura de uma TV Online (WebTV) a fim de que progrida e cresça a evangelização virtual da paróquia”, afirmou Pe. Eduardo. (Na foto, reprodução do Facebook São Francisco de Paula / Transmissão da Hora da Misericórdia)


“Os fiéis respondem, saúdam, participam, independentemente de onde estejam. Essa é uma união de fé e de esperança. É vida nova, pois estamos em um tempo de graça, e podemos sentir o agir de Deus por meio da cura do corpo e da alma que nos é oferecida”, ressalta Pe. Raimundo que, ainda, complementa dizendo que estamos, agora, voltados à intimidade com o Senhor, sendo iluminados e alimentados por Ele. “Fomos silenciados, pela distância, e temos a oportunidade de escutar Jesus falar em nosso coração. Esse Jesus Ressuscitado, que visitou os apóstolos, vem ao nosso encontro nos visitar, nos dar a paz e mostrar a Sua presença viva no meio de nós”, complementa o pároco.


Em sua primeira Semana Santa como sacerdote, Pe. Thiago Jordão, da Catedral Santo Antônio, conta que durante seus nove anos de seminário sempre imaginou como seria sua primeira experiência de celebração da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo. “Com certeza foi uma semana diferente, não como eu imaginava, mas mesmo em meio à pandemia, mesmo em meio ao isolamento, não estamos isolados espiritualmente. Jesus chega aos nossos lares, chega às famílias por meio das mídias sociais. A presença física do povo de Deus, que tanto nos afaga, foi substituída por sua perseverança e acompanhamento por meio das transmissões realizadas on-line", finaliza Pe. Thiago.


Erica Gonçalves - BIO (Boletim Informativo de Osasco)


78 visualizações
Deixe sugestões ou tire suas dúvidas
  • Facebook - Diocese de Osasco
  • Instagram - Diocese de Osasco
  • YouTube - White Circle

© 2020 por Diocese de Osasco.

Orai sem cessar.